terça-feira, 6 de agosto de 2013

Tutorial de uso, armazenamento, funcionamento e manutenção de motores de popa de baixa cilindrada

Vários usuários tem dúvida de como usar, armazenar, funcionar e manter corretamente seus motores de popa de baixa cilindrada. (15hp a 60Hp - todos 2T)
Se os passos seguintes forem levados em conta 95% dos problemas encontrados pelos usuários do motor de popa poderão ser evitados/sanados.

Uma providência de extrema importância é a compra de um horímetro.
Esse aparelho é facilmente instalado ao motor e tem por finalidade o registro do tempo de uso, em horas, do seu motor de popa. Com isso pode-se programar toda a manutenção dele.


Vale a dica.
Outra importante é a compra de um "orelhão" ou "telefone" que nada mais é do que uma peça onde vc conecta a mangueira de água ao motor para refrigerá-lo, quando fora da água.



1 - Mangueira ligada.
2 - Orelhão ou telefone.
3 - "Mijada"

Para facilitar a leitura de tópico tão grande e complexo, dividimos o assunto nos seguites ítens:
Nas Dicas de utilização, armazenamento e funcionamento:

- Para quem não está habituado a manipular motores de popa.
- Para usuários que já manipulam bem seus motores de popa.
- Como calcular o arrasto ideal do seu motor.
- Como saber teoricamente a velocidade máxima alcançada pelo seu motor
- Como saber se a hélice do seu motor é a mais apropriada para o seu barco?


Enquanto nas Dicas de manutenção:

- Como trocar o óleo da transmissão
- Se o seu motor cair na água
- Como descarbonizar seu motor
- Como saber se seu motor está precisando ser retificado?



Dicas de utilização, armazenamento e funcionamento

Para quem não está habituado a manipular motores de popa:

1 - Leia atentamente o manual do usuário antes de utilizar o seu motor pela primeira vez.

2 - Esteja devidamente habilitado (arrais amador) antes de utilizar seu motor em águas "públicas".
3 - Jamais pense em pilotar sob efeitos de álcool ou drogas.
4 - Apesar de vc estar motorizado ande sempre com o remo, jogo de ferramentas e salva-vidas a bordo.
5 - Utilize sempre gasolina de boa procedência e faça a mistura correta de óleo 2T/Gasolina.
A mistura ideal de óleo 2T e gasolina deve ser de 1 litro de óleo 2T para 40 litros de gasolina. Para motores novos essa mistura é diferente, mais "gorda/rica", normalmente 1 litro de óleo 2T para apenas 25 litros de gasolina. Consulte o manual específico do seu motor e cheque a mistura ideal para motores novos.
6 - Antes abastecer seu tanque jogue um pouco de combustível dentro, balance o tanque e jogue fora esse combustível com prováveis resíduos do tanque.
7 - Cheque se o motor está corretamente afixado na embarcação.
8 - Use sempre o salva motor, que nada mais é q uma corda amarrada ao mesmo e presa na embarcação. Se por acaso o motor se soltar da embarcação, e isso acontece pode apostar, vc não perderá seu motor.
9 - Use a chave de ligar presa ao braço.
10 - Evite navegar com o acelerador totalmente aberto. Navegue a 80%. Além da diferença de velocidade não ser grande, o consumo de combustível será muito maior.
11 - Navegue sempre com o motor de popa destravado. (cuidado quando for dar marcha-ré).
12 - Mantenha a bordo uma reserva mínima de combustível. Se o piloto vacilar e se esquecer de conferir o tanque e o combustível acabar, uma reserva de 2 litros conseguirá tirá-lo do sufoco.
13 - Proporcionalmente quanto maior a cilindrada de um motor de popa maior será o consumo está ERRADO, porque a distância percorrida por um motor mais potente é muito maior do que a de um motor menos potente Se um motor menos potente for andar aquela mesma distância, com certeza gastará mais combustível. Por uma questão de peso de motor, tipo de embarcação, necessidade de percorrer grandes percursos, tática comercial e afins, ERRONEAMENTE se acredita que motores pequenos são mais econômicos.
14 - ATENÇÃO - Quando o seu motor estiver no cavalete (suporte de motor) funcionando com o auxílio do "orelhão" vc não deve acelerá-lo acima dos 1.500 RPM. A pressão da água na mangueira tem que fazer o seu motor "mijar" durante o funcionamento. Caso contrário ele irá aquecer.
15 - CUIDADO - Não é aconselhável engatar o motor funcionando no cavalete, mas se o fizer certifique-se de que ele está bem preso, não existam pessoas próximas a hélice e não acelere muito. Caso contrário vc poderá causar um acidente grave. 



Para usuários que já manipulam bem seus motores de popa

1 - Se o seu motor estiver parado a vários meses/anos, antes de funcioná-lo vc deverá desmontar todo o carburador e checar o estado das juntas, giclês e etc. Se aplicou óleo de máquina, (ensinaremos como fazer isso mais abaixo) tem tudo para o sistema estar em boas condições de uso. Ainda assim é interessante dar uma limpada em tudo com querosene ou gasolina.
Retire a(s) vela(s), aplique um pouquinho de óleo (pode ser óleo de máquina também) na cabeça do(s) pistão(ões) e puxe (algumas vezes) levemente a "cordinha" da partida. Se for guardar o motor muito tempo vc tb poderá fazer a mesma coisa. Tal procedimento tem por finalidade manter a integridade dos anéis, camisa(s) e pistão(ões). Como nosso combustível geralmente é de péssima qualidade, os resíduos de uma má queima podem gerar oxidação de tais peças e ao tentar ligar o motor sem seguir essa dica poderá riscar a camisa e comprometer a vida útil do motor.

2 - O hélice do motor deve estar sempre em ótimas condições. Amassados, quebrados e trincas farão a transmissão vibrar, perdendo performance e comprometendo a durabilidade e vida útil.
3 - As dimensões do hélice devem ser proporcionais ao tipo de embarcação e sua utilização.

Antes de ligar o motor:
4 - Conecte a mangueira apenas no tanque já abastecido. Enfie com cuidado uma chave de fenda na esfera do encaixe da mangueira (na outra extremidade) e bombe a "perinha" para que o combustível novo passe limpando toda a mangueira.
5 - Conecte a mangueira no motor...bombe novamente a "perinha" até que ela fique cheia de combustível (dura). Puxe o afogador, acelere um pouquinho e tente a partida.

Antes de guardar o motor:
6 - Jamais guarde o seu motor com resíduos de água suja (barrenta ou salgada) no sistema de refrigeração dele. Dê um jeito de funcioná-lo em água limpa antes de guardá-lo. (orelhão, balde, piscina, etc.)
7 - Deixe-o funcionando até apagar desconectado da mangueira de combustível.
8 - Abra o capacete, retire o copinho/cuba do carburador e puxe a "cordinha" da partida para que todo o resíduo de combustível da tubulação seja "cuspido" fora.
9 - Solte a mangueira de combustível que entra no carburador e aplique um pouquinho de óleo fino (tipo Singer de máquina) na tubulação. Esse óleo tem por finalidade lubrificar as juntas do carburador e evitar ressecamentos. Quando vc for ligar o motor novamente pela primeira vez ele funcionará muito mais facilmente.


Como calcular o arrasto ideal do seu motor:

1 - Qualquer motor carburado, independente do numero de hp’s, funcionando em stand by (funcionando parado), gasta 0,275 ml por hp/hora:
15 Hp x 0.275 ml = 4,13 L/Hora
25 Hp x 0,275 ml = 6,88 L/Hora
40 Hp x 0,275 = 11 L/Hora

2 - Para se chegar ao Arrasto ideal da embarcação, usa-se a regra de 22 a 28 Kg por Hp do motor:
28 Kg x 15 Hp = 420 Kg
28 Kg x 25 Hp = 700 Kg
28 Kg x 40 Hp = 1120 Kg


Então vamos tentar exemplificar essa conta: (aproximadamente)
Barco de Alumínio 5m = 100Kg
Motor de Popa 15Hp = 36Kg
Caixa de Gelo = 20Kg
Motor Elétrico = 4Kg
Bateria 60Amp = 25Kg
Caixas de Isca (3) = 30Kg (já incluído máquina fotográfica, e toda a tralha)
Tanque de Combustível = 25Kg
Pescadores (3) = 240Kg (80Kg cada um)
Total aproximado = 480Kg

....ou seja...vc estará navegando com 60Kg a mais de peso que o ideal...Sua embarcação está sobrecarregada, gerando um gasto de combustível maior, e navegando numa velocidade um pouco abaixo da "recomendável". Tenha paciência.


Como saber a velocidade máxima alcançada pelo seu motor: (teóricamente)

1 - Vamos usar uma fórmula básica.
RPM X Relação X Passo X 0,0009469 = Velocidade Máxima Teórica

2 - Normalmente os motores de 15hp, 25hp e 40hp tem a relação da engrenagem da rabeta de 2.00:1, ou seja, a cada 2 voltas completas do eixo principal da transmissão a hélice dá 1 volta completa em torno do seu eixo.. Cheque a relação do seu motor no manual do usuário
3 - Para exemplificar:
5600 x 0,521 x 13 x 0.0009469 = 35.91 milhas por hora x 1,85200 = 66,5 Km/h.
Essa é a velocidade máxima teórica de um motor sem nenhum peso de arrasto além do seu próprio


Dicas de manutenção
Obs: O ideal é fazer a manutenção do seu motor a cada 50 horas de uso. (1ª revisão com 20h de uso)
Se precisar abrir o capacete do motor e mexer na parte mecânica dele durante a pescaria o faça perto da margem. É muito comum ao se mexer (retirar parafusos, velas, cabos, e etc) deixar cair alguma coisa dentro d'água, então, o faça na margem, é bem mais fácil recuperar algo que cair, além de estar melhor apoiado e mais pessoas poderão lhe auxiliar.

Como trocar o óleo da transmissão
1 - É ideal trocar o óleo da transmissão a cada 50-100 horas de uso (quanto antes dentro deste período melhor) ou a cada 6 meses de uso.
2 - Esteja com todas as ferramentas e o óleo específico de transmissão a mão. (vasilha para coletar o óleo, chave de fenda grande, seringa e estopas)
3 - Normalmente se indica óleo 90 para a transmissão, mas procure pelos óleos API-GL4 ou GL5. Vários óleos 90 são tipo GL3 ou GL2....ou seja, menos "tecnológicos". Compre o importado.
4 - Retire o parafuso do óleo da transmissão (o de baixo)....deixe todo o óleo escoar. Não jogue o óleo na água. O meio ambiente agradece.
5 - Depois retire o parafuso do óleo da transmissão da parte superior.
6 - Os parafusos geralmente são imantados, limpe-os antes de colocá-los novamente no lugar.
7 - O ideal é que se tenha uma motolínea ou bomba de óleo q consiga "empurrar" o novo óleo de baixo para cima, assim evita-se a formação de bolhas dentro da transmissão, mas empurre o óleo de baixo para cima até que ele escoe pelo orifício superior. Feche os parafusos e pronto.
8 - Caso não tenha essa bomba, não tem problema. Feche o parafuso inferior e com uma seringa (sem agulha) coloque lentamente o óleo pelo orifício superior até q ele escoe. Feche e pronto.


Se o seu motor cair na água

1 - Retire as velas e vire-o de cabeça pra baixo para escoar a água que por ventura esteja na câmara de combustão.
2 - Jogue um pouco de gasolina (pode ser temperada) dentro do(s) cilindro(s) e ainda, sem as velas, puxe a partida levemente e lentamente para que sejam limpas e lubrificadas a(s) câmara(s) de combustão. Repita o procedimento umas 3 vezes.
3 - Leve seu motor o mais rápido possível para um mecânico especializado.
4 - Caso esteja em plena pescaria e não tem outro motor e precisar deste, limpe as velas com combustível e deixe-as secar.
5 - Assopre e seque as cabeças dos cabos de velas.
6 - Retire a cuba do carburador, escoe a água/combustível de dentro e com a mangueira

do tanque conectado ao motor, bombe a "perinha" e acelere o motor até "cuspir" gasolina nova. Tal procedimento tem por finalidade retirar a água do sistema.
7 - Seque todas as conexões elétricas do motor.
8 - Instale as velas no lugar.
9 - Feche tudo e tente a partida. Caso não dê certo repita todo o procedimento.
10 - Normalmente não entra água no óleo da transmissão, mas vale a pena checar. Se tiver como comprar óleo de transmissão nas proximidades, troque logo, caso contrário seu motor estará em risco. Retire o parafuso de escoamento do óleo da transmissão e veja se o óleo está esbranquiçado (sinal de água misturada com óleo).



Como descarbonizar o motor
Na verdade, descarbonizar a câmara de combustão. (pistão, anéis e cilindro)
Geralmente a cabeça do pistão é porosa e como nossa gasolina é ruim, a má queima gera resíduos (carvão)...e esses resíduos se aderem na cabeça do pistão. Durante o funcionamento do motor esse carvão fica encharcado de combustível e como a temperatura da câmara é altíssima ele fica incandescente, gerando ainda mais calor à queima e consequentemente uma pré-ignição da mistura ar/combustível. Motor trabalhando mais quente menor será a vida útil. Lembrando que qualquer volume sólido dentro da câmara, no caso o carvão, aumentará a compressão do motor, aquecendo-o e diminuindo tb a vida útil.
1 - Esteja com todas as ferramentas a mão. (descarbonizante de boa qualidade - Wurtz e etc -, chave de vela e pano limpo. Lembrando que descarbonizante pode agredir plásticos, borrachas, amianto, a pintura do motor e outros componentes mais macios)
2 - Funcione o motor até q ele fique quente.
3 - Retire as velas e aplique o desengripante na cabeça dos pistões.
4 - Deixe o desengripante agir por 12h.
5 - Jogue gasolina dentro da câmara. Simule a partida levemente e lentamente. Alterne o ponto morto superior e inferior do outro pistão e jogue combustível novamente dentro da câmara. (lembrando que quando um pistão está no topo da câmara o outro está embaixo, alterne-os para fazer a limpeza)
6 - Quando simular a partida o pistão irá jogar todo o combustível sujo pra cima, uma mistura de carvão e gasolina, esteja com muito pano/estopa à mão para não deixar escorrer pelo exterior de todo o motor de popa.
7 - Repita essa lavagem até q saia apenas gasolina limpa da câmara.
8 - Deixe secar por por alguns minutos.
9 - Enquanto a câmara seca aproveite para limpar as velas e deixe-as secar.
10 - Instale novamente as velas e tente a partida.

Como saber se seu motor precisa ser retificado?
1 - A ferramenta para se checar a compressão do motor é chamada de relógio comparador de pressão de cilindros, ou medidor de compressão.
2 - Leve o seu motor até uma oficina mecânica ou adquira um medidor desses nas lojas de ferramentas.
3 - Retire uma vela do motor e rosqueie o medidor ao cilindro. (as outras velas continuam no lugar)
4 - Simule a partida como se fosse ligar o motor (rapidamente e com força). Claro que a chave de ignição deve estar fora do motor.
5 - Cheque no relógio o máximo de pressão conseguida. Se for inferior a 85PSI seu motor está precisando de trocar os pistões. E se estiver acima de 140PSI ele está com o cabeçote rebaixado, ou com muito carvão sobre o pistão indicando carbonização excessiva.
6 - Repita tal procedimento em todos os outros cilindros e se a diferença entre eles for maior que 10%  também deverá se retificar o motor.


Estas são dicas informais e compiladas de pesquisas com profissionais, matérias variadas da internet e manuais para tentar ajudar a conservar melhor os motores de popa de cilindradas entre 15 hp e 60 hp, independente de marca ou ano de fabricação.
Qualquer motor exige cuidados especiais para se evitar o desgaste natural que reduz sua vida útil.
Imprima várias cópias deste tutorial e deixe-o em lugares estratégicos para usá-lo em caso de emergência.

Motores de popa MAXY –
Potência e elegância em um único motor

                               

Nenhum comentário: